segunda-feira, 21 de junho de 2010

Keep Calm and Carry On

2 comentários:
Tenho visitado vários blogs e visto o poster "Keep calm and Carry on".

Salvei do Google para colocar aqui, mas eu quis saber antes o que é essa "febre" que tem feito meninas colocarem esse poster entre os mimos dos seus blogs.
Como sou apaixonada pela minha profissão, a publicidade, que nesse caso serviu de auto-ajuda num momento difícil no mundo e por coisas vintage, vou aderir ao poster em meu blog.

Só que eu não gosto de "cantar uma música sem saber o que significa", sabe? E fui procurar o significado da frase, do poster:

"Keep Calm and Carry On" foi uma propaganda-poster produzido pela governo britânico em 1939 durante o início da II Guerra Mundial, mas nunca utilizado. Foi redescoberto em 2000 e foi re-emitido por uma série de empresas do setor privado , e usado como tema de decoração e para uma gama de outros produtos.

História

O cartaz foi produzido inicialmente pela Ministério da Informação em 1939 durante o início da II Guerra Mundial, E foi concebido como um cenário de "último" a ser usado somente se o Nazistas tivessem sucesso em invadir a Grã-Bretanha através de Operação Leão do Mar. Dois e meio milhões de cópias foram impressas , embora o cartaz foi distribuído em número limitado.

O designer do cartaz não é conhecido.

O cartaz foi o terceiro de uma série de três. Os últimos dois cartazes da série, "Sua Coragem, Sua Alegria, Sua Resolução nos trará a vitória" ( 800 mil impressos ) e "A liberdade está em perigo" ( 400 mil impressos ) foram emitidos e utilizados em todo o país para fins de motivação.

Planejamento para os cartazes começaram em abril de 1939 , até Junho de projetos foram preparados e em agosto de 1939, eles estavam em seu caminho para as impressoras, para ser colocado no prazo de 24 horas após a eclosão da guerra .

Os cartazes foram concebido para ser um projeto associado com o Ministério da Informação, tem um lettering exclusivo e facilmente reconhecível.

Os slogans foram criados por funcionários públicos , com Waterfield chegando com "Sua coragem...", como um rali " grito de guerra que traria o melhor de cada um e os colocou em um humor ofensivo ao mesmo tempo " . Estes cartazes foram concebidos como "uma declaração do direito do cidadão".

A imprensa , com medo da censura , criou uma folga e, portanto, uma grande quantidade de material relacionado com estes cartazes tem sido mantido pelos arquivos.

Redescoberta e comercialização

Em 2000, uma cópia do "Keep Calm and Carry On " foi redescoberto em cartaz na Barter Books.

A imagem agora é de domínio público. Os donos da loja fizeram cópias às solicitações dos clientes, dentro e fora da Grã-Bretanha. Inspirou gamas de vestuário , canecas, tapetes, roupa de bebê e outras mercadorias de vários fornecedores, mais um livro de citações motivacionais.

Paródias do poster, com características similares, mas mudando a frase ou o logotipo ( por exemplo, uma coroa de cabeça para baixo com o " Pânico e agora Freak Out " ), também foram vendidos.

A popularidade do pôster tem sido atribuído a uma nostalgia, para um determinado personagem britânico.

Sua mensagem também foi relevantes para a recessão final da década de 2000. Mercadorias com a imagem têm sido encomendadas em volume por empresas financeiras, agências de publicidade e pelos alemães."

Fonte: Wikipedia
O cartaz original em exposição na Barter Books, uma sebo inglesa
A história em inglês
O site com produtos a venda

Bienvenue

Nenhum comentário:
Ontem fui ver o jogo do Brasil e almoçar na casa da minha mãe. O Marcelo só chegou a noite aqui em casa.
Lá mesmo na casa da minha mãe eu tirei o megahair (e foi bom, pra começar definitivamente minha nova vida...não sei, mas o cabelo comprido, até por eu ter feito para o casamento, estava me deixando no "mundo de noivinha" e estamos a cada dia em uma nova fase).
Tomei banho lá mesmo, no "meu" banheiro...rsrsrs. Isso foi tão bom, porque mesmo eu tendo casado, ainda sou a "filhinha da mamãe", meu porto seguro ainda existe, com minhas primas e minha mãe.
Fiquei muito feliz também porque consegui, pela 1a vez depois de casar, separar direitinho as coisas que eu realmente preciso para me organizar. Até trouxe presentes que ganhamos, mas trouxe coisas que me centram, minha agenda, papéizinhos com anotações (ai, amo anotar coisas em papéizinhos, eu poderia ser garota propaganda do Post it...rsrsrs) um albúm para fazer nosso albúm em scrapbook para o casamento civil, cartões de visita.
Hoje meu dia foi de mimo...dormi bastante no colo do esposo, ele fritou salgadinhos do nosso casamento (sim, ainda tinha salgadinhos aqui...inclusive um super chiquesinho de mandioquinha e carne seca...já que está na moda a cozinha gourmet...rsrsrs), lavei louça e ele secou, arrumamos a cozinha.
De manhã ele foi a padaria e trouxe pãozinho quente e um pão que eu amo, uma trouxinha de ricota.
Falta só um dia para comemorarmos um mês de casados na igreja (1 mês de casados no cartório fizemos dia 15, terça passada).
E a cada dia agradeço mais a Deus por ter a cada dia bençãos acrescentadas aos nossos dias, aos meus dias.
E desde então, sou porque tu és
E desde então é sou e somos...
E por amor
Serei... Serás...Seremos

(Pablo Neruda)

domingo, 20 de junho de 2010

Self Love

Nenhum comentário:
Você já se sentiu culpada por priorizar algo que quer fazer, mesmo que seja pedido a você que se comprometa com algo que você não quer no momento??
Sabe, até senti uma pontinha de culpa por me dedicar agora ao meu blog pessoal e o blog de moda estar lá em off por tempo indeterminado.

E ele está fazendo sucesso, tenho bastante seguidores no twitter onde escrevo sobre o mesmo tema, mas eu quis parar...parei porque atualmente todo mundo tem blog de moda, fala sobre moda, entende de moda....moda, moda, moda...se não é a moda é o esmalte, que todo mundo pinta a unha e posta no twitpic "meu esmalte da semana".

Nunca fui afeita a me interessar por coisas extremamente exploradas, mesmo porque quando tem muita gente falando sobre a mesma coisa, todos são ofuscados e parece mais do mesmo.

Sou uma pessoa lado B, pode-se dizer assim, gosto de escrever sobre o que eu gosto, mesmo que não seja pop. Gosto de essência e de sentido nas coisas.

E me cansou um pouco essa coisa de "alcançando 1.000 seguidores, será feito tal sorteio". Ficou tudo muito parecido e cá estou, escrevendo, nesse meu momento introspectivo e que estou me reentendendo, vendo o que realmente gosto de fazer e quem sou.

Quero voltar estudar, quero ser empreendedora, ganhei caderno de desenho, lápis de cor, canetinha e lapiseira 0.9...por que falei do lápis de cor e etc? Exatamente por esse meu momento introspectivo estar aflorado e eu querer descobrir de novo o que gosto e não o que sou "obrigada" a fazer pelo que o mundo impulsiona.

Acredito que amor próprio é uma boa palavra para descrever o que sinto hoje. Estou repleta de amor incondicional também, afinal sou recém-casada com um homem especial, romântico, carinhoso (tá, chega de propaganda...rsrsrs).
Mas o amor próprio que estou reencontrando em mim me diz para não me deixar levar por pessoas que falem gratuitamente o que acham de mim sem eu ter "culpa", sabe?

Afinal de contas, quem é que tem o direito de julgar qualquer pessoa que seja?? Ninguém...

Então parei, estou me centrando e dando educadamente um "chega pra lá" em tudo que me faz não ser eu mesma.
Como dizia a minha avó (e a sua provavelmente tb dizia isso...rsrsr) que tal coisa está no "vai da valsa".

Se essa frase representa algo ruim, "empurrado", me inclua fora dessa =)

Self love, amor próprio pra mim, pra você, pra todo mundo que se respeita ou quer reencontrar o "você" dentro de você mesma/o.

sábado, 19 de junho de 2010

Passeinho

Nenhum comentário:
Fui á 25 de março hoje comprar ingressos para ir a Mega Artesanal com a minha cunhada-madrinha, a Sil.
Aproveitei para dar uma olhadinha nos preços das peças de mdf no primeiro andar, na loja Gaivota. Mas quer saber? Além de uma vendedora ter feito cara de &%^$# qdo eu perguntei sobre a venda dos ingressos, as peças de mdf lá estão muito, muito caras...se for pra pessoa ter lucro, terá que colocar um preço quase extorsivo na peça pronta.
Desci, comprei os ingressos no caixa e fui-me embora. Já estava em mente ir á loja Palácio das Bonecas, na Abdo Schain. Lá fui eu, achando que estava perdida, pq eu lembrava que era no começo da rua, mas é um pouco mais pra lá, atrás do Armarinhos Fernando.


Vi tb um anúncio na revista Ateliê na Tv que meu esposo me deu no começo da semana.
Entrei lá e tive boas surpresas com os preços, com as peças (super diferenciadas, de verdade) e com o atendimento...sabe, ninguém com preguiça de trabalhar, como na Gaivota?

Vi muita coisa interessante, fiz pergunta pra usn 4 vendedores, que me responderam prontamente, vi algumas técnicas que me deram umas idéias legais (por exemplo a técnica da colagem de mosaico no mdf. lindo!).
Animada com a loja, peguei o cartão de visita e vi uma plaquinha que dizia "mais peças mdf-sobreloja". Perguntei pra um vendedor e ele me explicou que a sobre-loja é acessada pela escada pelo lado de fora da loja. Lá fui eu e descobri um andar com mais vendedores simpáticos e mais peças lindas de viver. Amei e tive diversas idéias para decorar minha casa, para fazer e vender, para sonhar e ficar horas olhando.

Na saída, parei numa banquinha que vende revistas antigas de artesanato e comprei duas, uma sobre artesanato com Feltro e outra de ScrapBook.
Esse passeio realmente me desestresspou da barulheira que está a 25 de março, com as cornetas chatas (como eu disse, vuvuzela é lá na Africa, aqui sempre foi corneta, oras...)

Subi e tomei o metrô, feliz da vida, com a compra dos ingressos e também com a nova descoberta. E por não comprar nada por impulso, deixar as idéias amadurecerem.

Com as compras para o meu casamento, fiquei saturada de 25.

Mas essa loja e a dica da Sil (me increvi num site de vendas e não faço ainda idéia de qual handmade vou colocar lá, mas as idéias estão se formando aos poucos) me fizeram gostar de novo de lá...claro, depois da copa será bem melhor.

Antes de tomar meu ônibus para casa passeio na banca de jornal. Eu fui dar uma olhadinhas nas novidades e ia ver o Guia do estudante...mas acabei me encantando com a matéria de capa desse mês da PEGN e comprei. Agora falta ler e colocar em prática, né?
Beijo, Ci
____________________________
Palácio das Bonecas: Rua Comendador Abdo Schain, 94 - Centro (paralela á 25 de março) - 11.3311-9152

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Laços

Nenhum comentário:
Não sou uma pessoa perfeita, ninguém o é...tive minhas tarefas e meus perrengues, para o nosso casamento sair do jeito que queríamos.

E um tanto que sumi, já foi motivo pra falatório...o que é pior, velado. Um "disse-me-disse", daqueles que tenho pavor.

Sou franca, gosto de saber exatamente porque as coisas estão acontecendo, mas sinceramente, pra essa bobagem não gastei minhas forças, tão pouco meu latim.

Simpática, clara mas sem me alongar muito no email...assim que fui agora pouco.

E do email, dos acontecimentos, de mim veio o blog com novo nome...posso mudar, já que o lê as pessoas que são queridas para mim e as para quais sou querida de verdade...

Vamos combinar...eu não faço parte do filme "Meninas Malvadas" que vive numa turminha e tem que agradar a "líder".
E tem gente que sinceramente, já não tem nem mais idade pra essa bobagem. A adolescência para mim acabou tem vários anos.

Mas cada um escolhe seu caminho. Eu escolho ser feliz e livre para conversar com minhas amigas e amigos quando eu precisar, quando eu quiser e dar esse espaço para eles, de respirarem e de me procurar quando precisem.

Marla, uma amiga das antigas e uma de minhas Bridesmai'ds me disse num SMS: "Na sua vida só cabe quem goste de você. não se ocupe espaço com quem não merece ;-) Deixe fulana/o no twitter, sua vida é maior do que isso.Bjo".

Uma amizade com laços de verdade e não nós que me façam sentir que não tenho mais nada de bom para contribuir.

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Um passo de cada vez

Nenhum comentário:
1 mês de casada...e agora as coisas começam a entrar nos eixos novamente.
Finalmente consegui responder meus email's atrasados e tive amigas que acharam que eu estava chateada com elas. Mas não, não estou...apenas não estava dando conta da minha nova vida.

Hoje exclui "quem não interessa" da rede social Linked In, escrevi pra Kelly, pra Susana, pra Nathália...mandei currículo, imprimi portfólio e daqui a pouco vou sair.


Vou me recolher um pouco do blog de moda, mas meus domínios ::Olhar na Moda:: continuam lá, nos blogs (Blogspot e Wordpress) e no twitter (@olharnamoda), pq estou sentindo assim agora...

Ontem eu estava tão, tão irritada que sobou até um pouco pro Marcelo. Mas pedi desculpa.

Essa minha agitação agora tem haver, acho com a minha inquietação da TPM. Ontem foi meu dia de stress, hoje estou ativa...mesmo por motivo de respeito aos amigos e a mim.

É realmente uma vida nova, essa de casada...e não vou dar gosto pro desânimo e nem pra quem tenta me aborrecer.

Um passo de cada vez...

terça-feira, 15 de junho de 2010

Cá com meus botões...

Um comentário:
Sabe, eu gosto de atualizar o que acredito não estar funcionando mais...na vida, nos costumes, etc...

E hoje recebi um email de uma (ex-amiga), dia desses foi o convite para uma rede social de um (ex-namorado), como diz uma personagem de uma novela atual: "dos que não interessa"

Há uma parte que gosto muito (aliás, gosto muito do texto todo) no "Filtro Solar" que diz: "não ature gente de coração leviano".
Resolvi não mais as aturar, não atravancar minha vida com gente de astral dark (pode chamar de gente invejosa, mesquinha, pobre de espirito, etc), que suga a energia da gente, sabe?

Passei anos e mais anos "lutando" por um cara que não valeu nenhuma parte do esforço, passei também anos segurando barras e empurrando com a barriga uma amizade com uma menina que não valeu a pena, que no fim mostrou que não sabia o que significava o sentimento amizade.

Me achei boazinha demais, quase boba...

Decidi ser feliz, decidi "desatravancar" minha estrada...pq existem sim, pessoas que tiram nossa energia, que não nos deixam ser melhores...e nem precisam se esforçar, elas tem a energia em baixa e precisam de alguém com luz.

Ainda tem gente assim no caminho, ah...mas sempre tem.
E enquanto não fizerem mal para mim e para quem amo (também não me envolvo mais, sou muito cuidadosa com isso hoje em dia), ficam lá, vibrando em baixa resolução, longe, bem longe...

O resto é comemorar, ver que aos poucos eu consegui reconhecer que tenho algo bom para contribuir para com o mundo e que não vale a pena nada tirando minha energia vital.

Ah, e mais uma frase que gosto do texto: "esqueça as ofensas, se conseguir isso, me ensine".

Não digo que as esqueci, ás vezes elas ainda cutucam, meio que doem...mas não me fazem um mal diário, porque o bem diário que há é infinitamente maior.

Hoje? REALIZADA (até as coisas almejadas até o momento) em letras maiúsculas.

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Ela/Ele

Nenhum comentário:

Ela via o mundo
Ele via o mundo

Viam sob a mesma luz
Isso é tudo
E era tudo
Que havia
Entre os dois em comum

Se conheceram
No inverno de 2002
No vento um prelúdio
Do que viria depois

O frio desculpa se fez
Pra ele estender seu casaco
Nos ombros dela

O inverno então se desfez
Quando ela em troca
Lhe deu com o olhar um abraço

Ele era um aspirante a poeta
Ela era inspiração
E pra ele qualquer coisa nela
Despertava uma canção
Ela que sempre buscava
Em tudo um porque
Com ele bastava
Estar, sentir e viver

O tempo voava pros dois
E nem todo o tempo do mundo
Seria o bastante

Os dias
Vividos a dois
Provavam que a eternidade
É só um instante

Ela já quis ser de tudo
E até sonhou
Em ser piloto de avião
Finalmente alcançou o céu
No instante em que ele lhe pediu a mão

Três letras
Ela respondeu
E a mais linda música
Se transformou sua voz

Enfim não haveria mais
Qualquer cabimento de vida
Vivido a sós" (Sandy Leah e Lucas Lima)

Pequeno ensaio sobre o amor - I

Nenhum comentário:
E porque hoje tu sou
E porque hoje mim és
Porque nada que me acalenta
Me faz querer ser mais do que ti

Nada me faz querer me deixar em vão espaços
Sem teus abraços para me acolher

E já faz um tempo que reaprendi ser feliz
Fazes parte do meu dia
Assim como os teus completo com alegria

Nada me faz apartar meu coração do teu
Nada faz apartar sua alma da minha

E porque hoje sou mais você
E porque hoje és mais eu
Porque caminhamos juntos
Rumo ao nosso eu, rumo ao enfim sós
Passo a passo e felizes para sempre

Cintya - 04/06/2010 - 20:07

quarta-feira, 2 de junho de 2010

Bem-vinda ao "País das Maravilhas da Realidade"

Um comentário:
Acordei com faniquito, faniquito criativo, sabe? Daqueles que querer colocar as coisas no lugar, após um período dedicado á organização de casamento. Mas cá estou eu, bem vinda ao mundo real novamente e ás atividades que tanto preciso pra poder respirar.

Agora, com atividades de casa incluídas ao meu dia-a-dia, mas não nasci pra ser dona de casa.

Logo depois que o meu esposo saiu para trabalhar, comecei fazer minha agenda de atividades, já que não consegui mais pegar no sono.

É cedo ainda e hoje tenho algumas aitividades pra realizar. Último dia para tomar a vacina H1N1, ver geladeira pra comprar e passar no shopping para pegar os catálogos do Dia dos Namorados dos magazines, para o meu blog de moda.

Mandar currículos também faz parte dos meus planos mais próximos. Ter filhos ainda não, conversamos ontem sobre isso.

Preciso também enviar alguns email's para os fornecedores do casamento, agradecendo, fazendo algumas perguntas, etc etc...

Ontem eu estava angustiada, parecendo perdida em mim mesma, mas hoje, depois do agendamento, pra me acertar na minha nova vida de casada, estou me sentindo melhor, aliviada, sabe?

Minha Tensão Pós Casamento se foi e volto eu, novamente a ser eu e não apenas "a noiva", agora com o Bueno acrescentado ao meu nome, mas sempre Cintya, aquela que é graduada, que gosta de conhecer pessoas, que sabe que o mundo é bem maior que o território de casa.
Bem-vinda ao "País das Maravilhas da Realidade", então!!

Um beijo, Ci