domingo, 20 de junho de 2010

Self Love

Você já se sentiu culpada por priorizar algo que quer fazer, mesmo que seja pedido a você que se comprometa com algo que você não quer no momento??
Sabe, até senti uma pontinha de culpa por me dedicar agora ao meu blog pessoal e o blog de moda estar lá em off por tempo indeterminado.

E ele está fazendo sucesso, tenho bastante seguidores no twitter onde escrevo sobre o mesmo tema, mas eu quis parar...parei porque atualmente todo mundo tem blog de moda, fala sobre moda, entende de moda....moda, moda, moda...se não é a moda é o esmalte, que todo mundo pinta a unha e posta no twitpic "meu esmalte da semana".

Nunca fui afeita a me interessar por coisas extremamente exploradas, mesmo porque quando tem muita gente falando sobre a mesma coisa, todos são ofuscados e parece mais do mesmo.

Sou uma pessoa lado B, pode-se dizer assim, gosto de escrever sobre o que eu gosto, mesmo que não seja pop. Gosto de essência e de sentido nas coisas.

E me cansou um pouco essa coisa de "alcançando 1.000 seguidores, será feito tal sorteio". Ficou tudo muito parecido e cá estou, escrevendo, nesse meu momento introspectivo e que estou me reentendendo, vendo o que realmente gosto de fazer e quem sou.

Quero voltar estudar, quero ser empreendedora, ganhei caderno de desenho, lápis de cor, canetinha e lapiseira 0.9...por que falei do lápis de cor e etc? Exatamente por esse meu momento introspectivo estar aflorado e eu querer descobrir de novo o que gosto e não o que sou "obrigada" a fazer pelo que o mundo impulsiona.

Acredito que amor próprio é uma boa palavra para descrever o que sinto hoje. Estou repleta de amor incondicional também, afinal sou recém-casada com um homem especial, romântico, carinhoso (tá, chega de propaganda...rsrsrs).
Mas o amor próprio que estou reencontrando em mim me diz para não me deixar levar por pessoas que falem gratuitamente o que acham de mim sem eu ter "culpa", sabe?

Afinal de contas, quem é que tem o direito de julgar qualquer pessoa que seja?? Ninguém...

Então parei, estou me centrando e dando educadamente um "chega pra lá" em tudo que me faz não ser eu mesma.
Como dizia a minha avó (e a sua provavelmente tb dizia isso...rsrsr) que tal coisa está no "vai da valsa".

Se essa frase representa algo ruim, "empurrado", me inclua fora dessa =)

Self love, amor próprio pra mim, pra você, pra todo mundo que se respeita ou quer reencontrar o "você" dentro de você mesma/o.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente! Gostaria de saber o que você pensa sobre o assunto =)