domingo, 9 de janeiro de 2011

Tantas coisas pra contar... Taly, Maria Luisa mexeu de verdade, Natal...

Oie meninas! em primeiro lugar quero dizer que ver a Taly voltando escrever deu um sangue novo, eu estava, como nós todas, apreensivas por notícias boas da nossa querida blogueira.

Ela fez um post longo em seu blog, que me deu uma paz imensa em saber que ela está se recuperando (me lembro que uma frase: "as dificuldades são para mostrar as glórias de Deus em nossas vidas") e aos poucos retomando sua vida e vida como "nova mãe".

Quanta, quanta, quanta saudade amiga...você fez tanta falta!!!

E lá venho eu colocar a casa em ordem que é bom, né?? rsrsrs

Dia 23 de dezembro fomos, Marcelo, minha mãe, minha prima Helena e eu para Peruíbe. Tenho uma lembrança divina, um "retrato sentimental" na minha memória desse lugar que pra cada pessoa que comento, não deixo de falar, nunca...Peruíbe, acho quase com certeza, que seria o único lugar litorâneo que eu moraria (mesmo que por um tempo...rsrsrs...sou cosmopolita demais)

Para descer a Imigrantes pegamos uma chuva, até fortezinha, mas meu maridinho lindo foi obediente e usou o óculos...e dirige muito bem. Foi aprovado pela minha mãe e pela minha prima na direção. Agora qdo dissermos que estamos indo viajar pra algum lugar de carro, a mulherada não fica mais de cabelo em pé...hahaha
Lá ficamos hospedados na Colônia de Férias dos funcionários de Saúde do Estado de São Paulo, ou pra mim, que vou desde os 9 anos, a Colônia =).

Lá o tempo estava meio instável, com bastante nuvens, ficamos no terceiro andar, mas valeu muito a pena.

Dia 24 de manhã fomos caminhar pela praia e o dia estava um sonho, tiramos umas fotos lindas...



Depois, no dia 24 o tempo abriu, o céu ficou lindo. Fomos para a Corredeira do Perequê, onde ganhei umas belas picadas de borrachudo...nem lembrei do Off e nem do Repelex, tantos anos que eu tinha ido até lá...pq só com o Ecotur ou de carro mesmo...ô estradinha terrível. Mas tudo que é bom exige um sacrifício, né? =)
A noite, por volta das 20h30m começou a ceia de Natal, onde estava reunidos todos os hospedados e a diretoria. Teve direito até a Papai Noel chegando de charrete.


E antes da meia noite anida deu tempo de passear na Praça Central.

Marcelo ganhou no sorteio uma touca de Papai Noel...rsrs
Dia 25 foi dia de ficar na praia sem fazer nada...rsrsrs...quase nada...
Comendo camarão e tomando um sol de leve, que esse dia estava bem forte (eu fiquei bastante escondida no quiosque).
Foi a primeira vez que a Maria Luisa esteve na praia e tomou seu "primeiro banho de mar", ainda na barriga.
Dia 26 voltamos a Corredeira do Perequê, dessa vez "tomados banho" de Off e Repelex (ah...passei os dois...e bastante...hahaha), nenhum borrachudo me aborreceu. Da primeira vez (dessa vez) tinhamos ido apenas Marcelo, eu e Helena e dai minha mãe foi conhecer.
Na volta pra casa, Senhor...ficamos na estrada durante 7 horas...num pedaço da Imigrantes, o Marcelo entrou no trecho da Praia Grande, para parar no posto de gasolina e eu ir ao banheiro.
Chegamos bem em casa, depois de "bunda quadrada" até, mas todo mundo bem.
Esse foi nosso Natal 2010!

Aaaahhhh...e a novidade fresquinha é que a Maria Luisa mexeu que deu pra gente sentir no tato...falei "de verdade" no título, pq eu estava apreensiva antes, pq só eu sentia, parecai que eu estava doida, mas ontem não, o Marcelo sentiu, minhas primas...

Fiquei muito chateada da última vez que fui ao Dr. Antônio e ele fez piadinha besta quando eu disse que sentia ela mexer, mas não conseguia pelo tato e nem via (nem vou dizer o que ele falou, pq acheio muito sem graça e meio grosseiro)...agora ela prova que está com a corda toda e se apresentou pro papai e pra família...rsrsr

A seguir, os próximos capítulos...meu(s) "quatro" aniversário(s), Ano Novo e projetos 2011...
Beijo, Ci

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente! Gostaria de saber o que você pensa sobre o assunto =)