quarta-feira, 25 de maio de 2011

Relato de parto: A estréia de Maria Luisa

Meninas!!

Voltei!!

Nossa, realmente está sendo um aprendizado me adaptar a Maria Luisa, aos seus hábitos de sono, principalmente. Por isso demoro, mas não abandono vocês =))

Hoje vou relatar como foi meu parto.

A Malu estava programada para nascer dia 05/05, se vocês bem lembram, mas meu médico achou por bem, como queríamos um parto normal, aguardar até meados de 41 semanas.

Não marcamos cesária e nem tocamos no assunto em nenhum momento, apenas ele já havia me explicado que seria a saída, se eu não tivesse dilatação mesmo.

Dia 10/05 pela manhã, Marcelo e eu fomos a minha consulta com meu obstetra, que fez o toque novamente, mas pouca dilatação ainda.

Ah sim, dia 05/05 fomos até o Hospital Santa Helena, pela recomendação do meu médico (e pq eu estava com dor nas costas) para fazer o cardiotoco, lembram?

Mas voltamos pra casa de mala e cuia...rsrs

Dai no dia 10/05, como na consulta não tinha dilatação, o Dr. Alberto falou para irmos lá pras 16h/17h para a maternidade...mesmo pq eu estava com 41 semanas e 4 dias de gestação, quase em cima da hora (uma gestação é considerada normal até 42 semanas)

Chegando lá, nem a pulseirinha me colocaram, quando falei sobre as 41 semanas e 4 dias...já me mandaram lá pra cima, pro Pré-Parto. Lá foi feito cardiotoco novamente e telefonaram para o meu médico, que pediu para eu ser internada.

Eram 19h55...dai comecei tomar soro com ocitocina na veia, para tentar uma dilatação...e nada.

Quase 23h e só tive mais dois centímetros de dilatação, totalizando por volta de 3,5 centímetros...nesse meio tempo, meu médico se encaminhou até o hospital.

Meu médico chegou, passou na sala de Pré-Parto para falar comigo e conversou com o Marcelo lá fora, explicou pra ele que teria que ser cesária mesmo e se ele estava de acordo (estaria, né? mas mesmo assim meu médico perguntou, pq meu esposo era meu responsável...ah sim, minha mãe estava lá embaixo, na recepção, o tempo todo também)

O Dr. voltou na sala e falou para as enfermeiras me prepararem e me levarem para a sala de parto...me levaram com aquele camisolão aberto atrás (super incomodozinho...rsrs) embora lá pra sala.

Pro Marcelo (ele me contou depois) que o médico perguntou pra ele também se ele assistiria ao parto (ele disse que sim) e que fosse vestir a sua roupa pq a bebê estava pronta pra nascer.

A Dra Patrícia, assistente do meu médico também é um amor...ela colocou o smartphone dela pra tocar música...a primeira música que tocou foi "Fico assim sem você", a primeira música que o Mazzii colocou no celular pra tocar quando eu ligasse, quando começamos namorar =))

Então a Dra Adriana, anestesista do Santa Helena, se apresentou (uma fofa tb)...do meu lado estava uma enfermeira obstetra, que ficou segurando minha mão (tadinha, quase arranquei os dedinhos dela)

A Dra. Adriana tentou várias vezes aplicar a anestesia raquidiana, mas minhas costas estavam inchadas e ela teve que mudar o calibre da agulha umas duas vezes, para uma mais fininha...enquanto isso minhas costas iam "queimando"...como eu chorei nessa hora.

Mas dai, depois de todo cuidado e paciência dela, conseguiu aplicar a raqui e eu fui deitada na maca...de repente meus pés começaram formigar, foi subindo a sensação pelas minhas coxas, barriga, peito e braços...meu rosto não ficou anestesiado, mas coçou bastante, principalmente ao redor da minha boca. Eu queria coçar, mas minhas mãos estavam "bobas" e a esquerda presa ao sorinho...rsrs

Acredito que levou uns 10 minutos (deve ter sido mais ou menos...eu estava pra lá de Bagdá...rsrs) e o Dr. Alberto disse: "estou vendo uma mocinha com bastante cabelo aqui, quase nascendo"...

Eu senti um arrepio pelo corpo todo, que não me lebr ter sentido, comecei tremer e um choro grande e amplo tomou conta de mim, que eu não conseguia conter.

Em seguida escutei um choro forte e agudo...dai é que chorei mesmo. Nossa, foi o choro mais pleno da minha vida.

Lembro que eu falava pro Marcelo apertar a minha mão pq minha mão estava "mole" rsrsrs

E nasceu ás 00h58m do dia 11 de maio de 2011 o nosso amor maior, a Maria Luisa, nossa bebê esperada e amada desde que Deus a colocou no meu ventre.

Abaixo seguem algumas fotos:

Dr. Alberto, meu GO, com ela nos braços

Eu, na hora que o médico falou que ela tinha acabado de nascer.

Na hora que a enfermeira obstetra me trouxe a Malu pra eu ver.

Primeira foto oficial após o nascimento!

O homem da minha vida, ao meu lado!! Inclusive ele foi forte (foi toda uma preparação, a gestação toda, pra ele encarar o parto...rsrs) e foi o fotógrafo do nascimento da nossa filha.

E podemos achar que é piegas, que é irreal a descrição da emoção do nascimento, coisa de novela da Globo, mas...eu que sou avessa a frescuras, pude comprovar sem par que realmente é uma emoção maior do que qualquer palavra possa descrever e tentar demonstrar.

Sem dúvida alguma, repito quantas vezes necessárias, pra quem quiser ouvir, que essa foi uma das sensações mais surreais e mais plenas que já tive até hoje, o nascimento da minha filha.

E o Marcelo me surpreende a cada dia mais, como esposo, como amigo, como namorado, como companheiro de vida e como pai...ele tirou as fotos do parto (muita gente duvidou até que ele estivesse na sala na hora, pq não tem coragem pra essas coisas), aprendeu trocar fraldas e é incansável pra qualquer coisa que eu necessite dele, mesmo que ele esteja caindo de sono, acabado por causa do trabalho ou algo que ele não saiba fazer ainda. Ele se dipõe, ele aprende, ele se empenha. Sou muito orgulhosa do esposo que tenho, que Deus me presenteou.

Um beijo para vocês!!
Ci

P.S.: E no próximo post, relato especial sobre *1 ano de casamento (22.05.2011)*

2 comentários:

  1. Ohhh que relato lindo, é tão bom ter alguém por perto, que nos ame assim. ainda mais quando mais precisamos..
    e mais lindo ainda deve ser a emoção de ver a bebezinha, estou contando as horas pra viver esse momento..
    e como foi sua recuperação do pós parto??
    Beeeijoos
    http://minhavidanagravidez.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. vc me fez chorar... já vim aqui feliz e emocionada com a história da Clarissa que vc contou lá em meu blog. e qd chego aqui esse relato. que emoção! não posso ver um relato de parto que choro. independente de ser PN ou Pc, a emoção sempre é grande! o amor sempre é imenso ne? ai ia
    evc conta su recuperação? j ta andando tudo? ela nasceu linda e super gordinha

    ResponderExcluir

Comente! Gostaria de saber o que você pensa sobre o assunto =)