sábado, 10 de setembro de 2011

I want you back + Bomba para extrair leite + Carreira

Oi meninas! Tudo bem com vocês?

Em primeiro lugar quero dizer que pensei bastante sobre privatizar ou não o blog (nesse post aqui eu disse que iria e até pedi o email de quem gostaria de lê-lo privatizado).

E resolvi deixar pra lá...talvez no dia eu estivesse um pouco temerosa com as loucuras da internet com as crianças e talvez quisesse preservar a Maria Luisa. Mas o que não posso é privar as pessoas das informações que gosto de buscar e trocar com as futuras mamães (planejantes e tentantes), grávidas e mamães.

O lance é saber proteger a minha bebê, como sempre fiz e ter esse contato com vocês, mesmo com as que pouco ou nunca escrevem é super valioso. Porque ás vezes a pessoa busca informações, mas não leva jeito pra escrever.

Agora, depois do "Eu voltei, agora pra ficar..." rsrsrs, vamos ao assunto de hoje que me veio agora, depois de ler o meu email semanal do Baby Center, que fala sobre a papinha.

Cada uma sabe como cuidar do seu bebê e os riscos que quer assumir...eu li nesse email que dar papinha tão cedo pra bebê pode "despertar alergias" que ela não teria se mamasse a fórmula ou leite de peito até os 6 meses.

No fim de semana passado a curiosidade (aquela que matou o gato...) falou mais alto e minha prima fez uma sopinha, bem, bem peneiradinha, de cenoura e mandioquinha e lá fomos minha mãe, a minha prima e eu dar pra Maria Luisa (não fiquem bravas comigo, ou fiquem...mas dúvido que a maioria das mães não tenham essa curiosidade, ainda mais quando o bebê está com a carinha de quem está super pedindo pra comer). mas foram três colheirinhas e CHEGA (meeessmo) até a época certa dela comer!! (quem confessa, merece perdão...rsrs)

Então liguei pra minha mãe há uns minutos atrás e conversei sobre isso um tempo...e contei pra ela que existem até empresas que alugam a bomba de tirar leite. Pelo que vi até agora, parece que a mais bacana é a Swing, da Medela e vi a Vanessa, mãe do Gustavo, indicar nesse site aqui.

Anotei os dados e vou entrar em contato semana que vem, porque não quero parar de amamentar a Malu tão cedo, mesmo porque eu não tenho um prazo estipulado para voltar trabalhar, apesar de ter planos para voltar sim.

Mas quero viver esses momentos dela, pelo menos até 1 ano de idade, porque eles não voltarão mais e talvez eu me arrependa do meu "desespero" daqui uns anos (o que acredito que aconteceria com 99% de chance).

Dia desses até entrei em contato com um rh, falei com uma moça que me disse ter vagas na minha área sim. Mas fui dormir com aquilo remoendo na cabeça e no dia seguinte não encaminhei meu currículo.

O que acontece então, nesse mar de emoções, carreira, bombas de leite e sopinhas é que quero e vou realeitar com leite do peito a minha bebê, aos poucos, com paciência.

Tem muita gente pra falar que eu não insisto (inclusive minha mãe), mas não é assim e eu não estou fazendo do meu blog um "tiro ao alvo". Apenas estou relatando de coração aberto as experiências que tenho com a minha gatinha dia a dia e nada e nem ninguém pode traduzir o amor que tenho e a paciência para que ela pegue o peito. Não posso reclamar...ela não deixou de mamar no peito, não. Durante a madrugada ela mama, mama, mama até cansar e dorme feliz e de barriguinha cheia.

Mas durante o dia, na pressa dela, grita quando ofereço o peito (ofereço mesmo, sem preguiça...nem venham linguas de trapo, me recriminar) mas ela prefere a mamadeira.

A minha sorte (!?) é que ela está usando as mamadeiras da Dr. Browns, que promete o mesmo sistema do peito (o esforço da sucção) e promete tb reproduzir o formato do bico do seio na boca do bebê.
Com a bomba de leite eu espero, mesmo na mamadeira, dar mais leite materno pra ela e li tb que essa bomba estimula a produção natural do leite, pra ela mesma fazer a sucção e se alimentar no meu peito.

É isso meninas...eu queria dividir essa experiência com vocês pois acredito que tem muita mãezinha que não é uma "leiteria" e que tem suas dificuldades para amamentar. O Nan Comfor 1 ainda está nos nossos planos (a frase que sempre está na minha cabeça "Fome é que minha filha não vai passar!") e na lista de compras, vamos ver como vai ficar a partir do aluguel da bombinha.

Achei também esse relato, da Claudia Borralho, uma mamãe portuguesa, que achei muito legal (mesmo os valores de locação sendo pra Portugal)...o que vale é ela explicando os benefícios que alcançou com a bomba.

O que vocês acham da bomba de leite? Já usaram? Se não usaram, tem curiosidade?

Um beijo, Ci

2 comentários:

  1. Olá, estou passando por aqui, para convidar você para conhecer meu DOCE blog.

    Quando puder passe por lá, vai ser prazer ter sua companhia.

    www.tatidesigner.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Ci,

    Sobre a bomba de leite nunca pensei em usar, sempre tive pouca produção e a Isabella mama LA desde os 15 dias. Está largando o seio aos poucos e agora só mama nele de madrugada, quando está quase dormindo. Mas achei sua idéia ótima, se puder extrair o leite e ela mamar mais tempo o LM melhor neh?

    Quanto à papinha toda mãe tem curiosidade mesmo. Eu já ofereci frutas à Isabella, ainda não ofereci nada salgado, mas morro de curiosidade de saber como será! rs

    bjo.

    ResponderExcluir

Comente! Gostaria de saber o que você pensa sobre o assunto =)