A brejeirice de um país Plus Size...e as lojas que não querem vender!

Sim, linda menina (e menino)...se você veste a partir do número 44 (no nosso país "cabecinha"), você já é uma integrante do nosso time Plus Size.
E que mal há nisso? Não haveria nenhum, se as lojas de roupas ainda não vivessem no mundo de Alice e achasse que todo mundo vai consumir aquelas "mini" peças nas araras (que ás vezes não servem nem pros Mini e Medium Sizes).

 O discurso do "seu rosto é tão bonito" não cabe mais sozinho...emagrecer ou não é uma decisão pessoal, não estou falando isso...o que estou falando é que, não adianta rosto bonitos se não existe esse respeito da indústria fabril pra nós que esbanjamos nosso charme Plus...rsrsrs.

Sempre vesti 46 e depois que tive minha filha fui pro 50. Sou do tipo que se sente feliz sendo 46 e estou atrás desse objetivo (eu me sinto melhor assim, não é uma lei, nem estou falando que as pessoas precisam emagrecer...claro, só precisam se o peso estiver afetando sua saúde, dai é outra coisa). 

Mas veja só, mesmo eu querendo emagrecer, indo pra academia etc etc, não tenho a ambição e nem vontade alguma de ter o corpinho de cano pvc da Giselle Bundchen.


 Esse post é pra falar o que acho do Plus Size (gordinhas e gordinhos) super famoso hoje em dia, mas também pra reclamar de uma das lojas mais famosas de fast fashion...

Comentei no Twitter, mas quis falar aqui...a C&A me decepcionou com seus vestidos do "Fim de Semana Abusado".



Os vestidos eram lindos, com diversas cores, super na moda, mas...não serviam nem pra uma prima minha que é mignon e veste no máximo 40. pelo menos não os da C&A do Center Norte.

Ai...nem é protesto, é só reclamação mesmo...não tenho muita paciência pra mimimi.

É só aquela coisa...meninas...sejam vocês mignonzinhas, magrelinhas, plus, normal...sejamos felizes, né minha gente! (dane-se, em alto e bom som, quem ainda enche o saco por qualquer piadinha que a gente mesmo faça sobre nosso peso, que faça piadinhas com nosso peso, que encha o saco com o que a gente come ou não - no meu caso nem como muito, a gordura se instalou no meu corpo...rsrsrs...mas vou expulsá-la)

E lojas (C&A ou qualquer outra)...sinceramente, não acho que vocês queiram mesmo vender...as meninas, lindas, inteligentes e um monte de adjetivos, querem comprar e se sentir bem na roupa...não um "colchão amarrado pelo meio" como dizia minha avó. Se vocês quisessem vender e bem, fariam roupas que servem em pessoas com corpos de verdade e não só nas manequin das suas vitrines.

Não nos trate como ET´s, fazendo partes especiais nas lojas, escritas "Especial pra você"...isso não ajuda.

Beijo, Ci

Comentários

  1. Ainda acho que vamos chegar em um ponto em que a valorização da pessoa vai estar em alta, que suas curvas sejam valorizadas pelo que a pessoa realmente é :)

    eu tenho esperança :)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Comente! Gostaria de saber o que você pensa sobre o assunto =)