segunda-feira, 3 de março de 2014

[Fui à Liba] Passeio de fevereiro no bairro da Liberdade.

Nenhum comentário:
Se há uma coisa que gosto de fazer na vida é ir ao bairro da Liberdade, aqui em São Paulo. Muito antes dele virar "modinha", muito antes até de ser um bairro pra comprar coisas lindas de kawaii e bem antes de ser "Liba". 

Sou uma "habitué" da Liberdade desde os tempos que era bem tradicional, bem japonês, dos templos budistas, dos pequenos mercadinhos orientais (e quando ainda dava pra entrar neles sem se estressar). 

Pode colocar nas contas ai pelo menos 29/30 anos (carinha de 20, RG de 34...hahahaha) que vou à Liberdade, levada pela minha avó (no meu momento de busca religiosa...foi bem divertido. Saudade da minha Laudina) e pela minha mãe, algo impresso em minha personalidade, que ela me deu e nunca vou conseguir agradecer suficientemente. Saudade do tempo que eu podia andar, sem tropeçar em ninguém, dentro da Ikesaki. 

Dia desses estava comentando em família, que eu sou uma paulistana, apaixonada por São Paulo e seus pontos turísticos, mas os "turistas" me assustam e me irritam um pouco. Fico pensando qual é a utilidade de se levar um marido que não está afim de passear e fica "pendurado" nos lugares que as pessoas vão passar...e no sábado retrasado, que tive um tempo e fui lá, foi o que vi e senti (tropecei) de monte. 

Chatice...minha (que quero andar, passear em paz. Obrigada!) e do povo que pode ir pra outro lugar e não cortar o barato de quem realmente está afim de aproveitar o lugar. Mas para minha felicidade e de muita gente, é um lugar tão tradicional, que nem essas palhaçadas tiram o encanto do bairro da Liberdade. 

E fiz comprinhas...comprinhas orientais, porque passei na Daiso do Shopping Tucuruvi também e vim mostrar pra vocês algumas das gracinhas que têm nesses lugares. 

Vamos às fotos. 


Essas compras fiz na Papelaria Haikai. Cartela de adesivos do coelhinho que é "hit" do momento (esqueci o nome dele, mas tem de tudo dele lá, até apoio de pulso pra trabalhar com o mouse), DecoRush de ursinhos (gente...que coisa mais linda.) 

Vou explicar o que é, como expliquei pra uma amiga. É tipo aquele corretivo em caneta, mas ao invés da fitinha branca saem desenhos. E ele tem recarga, que você pode ir modificando cada vez que comprar. Tem de estrelinha, ursinho, comidinhas...), caneta marca texto em gel e marca texto rosa.



Esses comprei na Daiso Shopping Tucuruvi. Uma caixa de presente (mas que comprei pra fazer de "porta-trecos"), um estilete grande e um cortador circular. Nossa...quanta coisa rosa...isso porque eu disse que nem estava ligando mais pra cor-de-rosa no post anterior...rs


E esses produtos de cabelo comprei na 1ª Ikesaki, a da Galvão Bueno. Fui comprar o Dia Richesse (mas detestei, comprei o Milk Shake gelado perolado...deixou meu cabelo vermelho. Esse "perolado" é a diferença. Eu queria acinzentar meu cabelo). 

Comprei esse Ángell da Deva Curl, porque semana passada cismei que queria cachear o cabelo (pra quem já me viu um milhão de vezes falar sobre meu cabelo e seus "não" cachos, vai entender. pois é, e pra quem não sabe...meu cabelo nunca, nunca teve cachos, só quando fiz permamente. Então...esse produto foi uma compra "surto psicótico" por impulso. Quem sabe um dia...rs). 

Comprei o Óleo Extraordinário, que estava numa promoçãozinha e esse esmalte Garota Pop, da Impala (gostei tanto, que usei quase duas semanas direto)

E de todo esse meu passeião, algo que me marcou foi o menininho Bruno, de uns 11/12 anos, que estava meio que desmaiado embaixo de um orelhão em frente a igreja. Mas essa é uma história pro coração. O que me deixa feliz, é que quando eu fui embora, ele já estava até brincando.

Foi isso...ah, fui tb na AzuKyia, o supermercado novo e com coisas top, mas que as pessoas nem deixam a gente andar direito. Uma pena, porque tem tanta coisa legal. 

Dessa vez, lá comprei dois Guaranás Jesus (que é beeeeem mais bonito do que gostoso, desculpa. Mas matei a curiosidade), um biscoitinho de ursinho com chocolate e um suquinho de garrafa Pororo pra Malu, bala de Gengibre japa e uma bala de goma japa, divina...demora horrores pra terminar e é super baratinha, vou buscar mais.

Beijo, Ci