sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Gabriel Medina e a felicidade da nação.

O "assunto da semana", o surfista Gabriel Medina venceu o Campeonato Mundial de Surf. Está super de parabéns, mas esse post é sobre um outro assunto, que tem tudo haver com essa vitória e sobre outras, especialmente no esporte.


O Brasil é um país tropical ("Moro num país tropical, abençoado por Deus, e bonito por natureza...mas que beleza" #tentelersemcantar) e esse talvez seja um dos motivos que estimule tanto o esporte em contato com a àgua, no campo, etc etc

E o Brasil (como toda nação) é um país que precisa de um "carinho" das ideologias que o represente e valide. Desde sempre ouvimos que o nosso país é do futebol, mas no ano que está acabando, mais uma vez esse esporte não validou o orgulho nacional pro mundo. Em português claro, foi uma vergonha, que ninguém gosta de lembrar.

Ai vem um esportista, que não era conhecido pela maioria e faz bonito, "veste e honra a camisa" do Brasil.

Mas ai que está...você conhecia o Gabriel Medina antes do burburinho e notícias dessas últimas semanas? Eu confesso que não conhecia, sou daquelas que vai à praia e a água pega no máximo no joelho e entrei (e sai) três vezes da natação...rs

Pois é, a maioria dos brasileiros que estão embarcando nessa vibração de vitória do Gabriel também não faziam idéia de quem ele era, mas essa vitória nos faz abraçar e compartilhar dessa felicidade. 

O sobrenome Medina me lembra Rock in Rio e antes dele ganhar hoje, era só.

E essas pessoas que vestem a camisa de brasileiro orgulhoso hoje, junto à ele, são aqueles brasileiros (todos nós) que precisam do carinho de se sentirem "úteis" para alguma coisa pra vitrine do mundo.

Porque sinceramente, a goleada e vergonha da Copa do Mundo pro Brasil e as brigas e fins de amizade graças às eleições desse ano (sem contar a vitória ou derrota que agradou à uns e desagradou à outros) não deixam felizes os brasileiros que moram nesse país tropical, que é bonito por natureza, mas precisa ser validado.

A identidade nacional volta a ter sentido e as pessoas voltam a encher a boca com alegria pra dizerem que são brasileiras. É o orgulho que o Senna , mesmo tantos anos depois de sua morte, ainda nos dá. 

Pra quem já era nascido antes dele partir e pra quem veio depois, porque ele tomava pra ele a "briga" de manter bonito o nome do nosso país, lá fora e principalmente para nós.

Porque mesmo que sendo raros esses momentos de felicidade coletiva, as dores da corrupção, da ladroeira, da falta de garra, dão lugar à um amor intenso e real que faz a gente ter vontade de lembrar pra todo mundo com quem cruzar que "o Gabriel Medina ganhou o campeonato de surf", nos fazendo "próximos" dele e próximos de uma nação feliz e respeitada. Ah, e claro...entendendo de surf "desde criancinha" =)

Beijo, 

Fonte da foto: 89 FM - Rádio Rock

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente! Gostaria de saber o que você pensa sobre o assunto =)